domingo, 26 de abril de 2009

sexta-feira, 24 de abril de 2009


Não sou... Do tipo que exibe moralidade

Sei o quanto ela é cara...

Que não se cala perante injustiças

Tomo cada bordoada com isso, porém não me arrependo!

Do tipo objetiva ao extremo

A subjetividade é ambígua

Não sou do tipo calma

Prefiro ser um furacão

A deixar minha alma afogada

Não sou do tipo sensual

Mas extremamente amorosa

Nem ciumenta

Antes cuidadosa

Tão pouco inteligente

Quero antes ser sábia

Amo ser espiritualizada

Não seria nada se não buscasse o meu "TUDO" (DEUS)

Dependo Dele

Não vivo impondo minha religião

Eu acredito nela e a mantenho viva dentro de mim...

Os outros hão de vê

Que com ela aprendo muito

Sou do tipo amiga

Faço tudo por aqueles que amo

Só quero compreensão

Macero-me por vezes e saio às pedaços de uma relação

Antes assim... talvez não

Sou apenas ...eu.

domingo, 19 de abril de 2009

É, AS VEZES...

...Me pego a pensar em você
...brigo comigo mesma, lembrando que tenho que amar
...eu mais do que você, eu própria
...não consigo parar
...os impulsos que sinto
...são atos falhos e desesperados
...são ilusões perdidas no tempo e no espaço da minha vida
...a vida passa, e você adiantado
...tem medo que eu te atrase
...a severidade dos teus atos me mata aos poucos
...às vezes, só às vezes queria que você fosse normal
...ou que eu fosse normal...
...só sei dizer: amo-te
...infelizmente.